Educar o olhar para ver o meio ambiente como inteiro

marcia

*Por Márcia Toigo Angonese

“Isto sabemos. Todas as coisas estão ligadas como o sangue que une uma família… Tudo o que acontece com a Terra, acontece com os filhos e filhas da Terra. O homem não tece a teia da vida; ele é apenas um fio. Tudo o que faz à teia, ele faz a si mesmo.” –  TED PERRY, inspirado no Chefe Seatle

Quando entro em uma sala de aula para falar sobre ecologia, relações intraespecífica ou interespecífica e relação do homem com o meio ambiente, sempre compartilho desta visão que tenho de nós SERES HUMANOS:

“Nós, seres humanos, estamos fazendo estágio para ser verdadeiramente Humanos.”

Pois nossas atitudes e forma de agir aqui, nesta biosfera, nos faz pensar desta forma. Esta constatação vem de um olhar para este Humano (nós) e como se relacionam com o meio ambiente em que vivem.  Muitos nem se quer param para pensar que não somos separados deste meio e sim somos e fazemos parte desta inter-relação com todos os seres vivos.

Somos sim, um dos fios desta grande teia, a teia da vida. Precisamos ser mais conscientes e ter mais responsabilidade com as ações que praticamos, sejam elas com seres da mesma espécie, humano para com o humano, sejam de espécies diferentes.

Parafraseando Fritjof Capra “Ecologia profunda vê o ser humano inserido nela e não situado acima ou fora dela”.

Não podemos nos perceber fora deste ambiente onde o ambiente sempre é olhado como algo diferente dos humanos. Então, como educadora da área de Ciências Biológicas, sinto que compartilhar deste olhar, deste sentir, por menor que seja poderá trazer um lampejo de luz para com nossos alunos.

Somos seres em constante evolução, assim como tudo no universo. Engano nosso acreditar que já estamos perfeitos, estamos prontos, o caminho é de aprendizagem e aprimoramento constante até chegarmos quem sabe um dia à perfeição.

Quando nosso olhar estiver treinado a ver tudo por inteiro e não fragmentado ou desconectado, neste momento nos tornaremos consciente de fato e germinará dentro de cada pessoa, um ser mais íntegro, mais verdadeiro com as leis da natureza. Será neste momento que passaremos de estagiários neste processo evolutivo para verdadeiramente “Seres Humanos”, humanos por inteiros.

* Prof.ª Marcia Toigo Angonese –  Licenciada em Ciências Biológicas. Professora de Biologia e Química do Mutirão Máster.    

 Referência

CAPRA, Fritjof. A Teia da Vida: uma nova compreensão científica dos sistemas vivos. Editora Cultrix São Paulo, 1996.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *